O Workers Lab, uma organização americana que financia inovações no ambiente de trabalho, anunciou recentemente os vencedores de seu Innovation Fund, que concede prêmios em dinheiro para grandes ideias corporativas. O tema de 2020 foram os projetos centrado na saúde e segurança dos trabalhadores. “Os trabalhadores de baixa renda foram os mais atingidos pela pandemia, não só economicamente, mas também em termos de saúde e segurança em seus ambientes de trabalho.

No início da pandemia, ficou claro que os trabalhadores neste país, particularmente os negros de baixa renda, eram os mais atingidos aqui – economicamente, com certeza, mas também em termos de saúde e segurança”, afirma Adrian Haro , CEO do Workers Lab. “Trabalhadores de mercearias e lixeiros tiveram que fazer seu trabalho sem equipamentos de proteção ou material de limpeza; funcionários de restaurantes tiveram que escolher entre trabalhar e arriscar sua saúde ou ficar sem pagamento. Não foi um ano fácil, por isso escolhemos os projetos que mais inovaram nesse sentido”.

O Innovation Fund, financiado pela Fundação Bill & Melinda Gates, concedeu prêmios em dinheiro para seis ideias. Três receberam subsídio de US$ 75 mil e outros três levaram US$ 150 mil. Todos também receberão mentoria e apoio do Workers Lab para implementar as ideias.

Eis os vencedores:

Legal Aid Justice Center, uma organização sem fins lucrativos que está criou um chatbot para ajudar fazendeiros e avicultores imigrantes a identificar violações de segurança no local de trabalho.

• Medical Center of the Americas Foundation, uma organização sem fins lucrativos que lançou o projeto Nurse to Innovator, criando novas tecnologias para saúde e segurança de enfermeiras.

Mississippi Workers’ Center for Human Rights, que criou uma clínica de saúde dirigida por negros e um centro de aprendizagem e tratamento médico contra a COVID-19.

Building Skills Partnership, uma ONG que lançou um programa de certificação de doenças infecciosas para treinar zeladores nos protocolos de segurança da COVID-19.

Justice for Migrant Women, uma organização de direitos civis que criou o Healing Voices, projeto que usou a tecnologia para reunir trabalhadores rurais em grupos de apoio virtuais.

Labor Occupational Health Program, um programa da Universidade da Califórnia em Berkeley que criou um centro de administração de saúde e segurança ocupacional com foco em trabalhadores de baixa renda, imigrantes, negros e trabalhadores sem documentos.

Qual seria a lista dos projetos brasileiros mais relevantes sobre a COVID-19? Mande um email com suas sugestões para contato@fastcompanybrasil.com