Gaming Spotlight: mercado gamer deve chegar a US$ 222 bilhões em 2022

Crédito: Ilka & Franz/ GettyImages/ Nancy Hughes/ Unsplash

Ana Beatriz Camargo 2 minutos de leitura

Em setembro deste ano, Ted Krantz, CEO da então App Annie, empresa de análise de mercado mobile, anunciou a nova roupagem da empresa, que passaria a se chamar data.ai. No anúncio, o executivo explicou o que seria uma junção de dados de consumo com dados de mercado para fomentar a indústria global com insights sobre os horizontes do mercado digital aplicando inteligência artificial. 

Agora, em parceria com o International Data Corporation (IDC), a data. ai lança seu relatório anual sobre o mercado de jogos eletrônicos, trazendo as principais apostas e tendências. O principal chamariz do material é a informação de que os jogos para celular representam hoje 61% da receita total do mercado de jogos eletrônicos.

Portanto, dos US$ 222 bilhões de faturamento estimados para a indústria gamer em 2022, os jogos mobile responderão por US$ 136 bilhões. Esse setor cresce a passos mais largos do que a indústria como um todo, somando as outras plataformas (como desktop e consoles). 

Globalmente, os usuários baixaram 45% mais jogos para celular durante os primeiros três meses de 2021 em comparação com os números pré-pandemia. Foram mais de 1,1 bilhão de jogos baixados por semana.

No quesito gastos, no primeiro trimestre de 2022, os consumidores desembolsaram mais de US$ 1,6 bilhão por semana em jogos para dispositivos móveis no iOS e no Google Play, um aumento de 30% em relação aos níveis pré-pandemia.

Outros ponto que merecem destaque:

A Ásia Oriental registrou o maior crescimento em participação de mercado, do ponto de vista de gastos dos jogadores: a China liderou o crescimento no primeiro trimestre de 2022, enquanto América do Norte e Europa Ocidental, juntas, respondem por metade dos gastos com jogos para dispositivos móveis no mundo.

Tem para todos os gostos: o relatório mostra que as preferências de gênero de jogos para celular são mais variadas. Dentre o top 10 aparecem oito subgêneros distintos de jogos.

Os jogos tradicionais ainda dominam os gastos do consumidor na loja de aplicativos: jogos tradicionais com recursos online em tempo real, como PvP (player-versus-player, ou jogador-versus-jogador) ou jogo crossplataforma (onde jogadores de celular jogam com pessoas nos consoles ou computadores), entre os gêneros mais populares em todo o espectro de jogos, como PUBG Mobile.

O apetite por jogos hipercasuais e de simulação aumentou em 2021: os jogos do tipo “4X” (explore, expand, exploit, exterminate) surgiram como o gênero mais monetizável, enquanto o estilo RPG teve o maior aumento de participação de mercado em termos de gastos dos consumidores.

O streaming de jogos aumentou o engajamento e a monetização: plataformas focadas em jogos, como Twitch, Omlet Arcade e Booyah Live, tiveram um crescimento acelerado no engajamento, priorizando recursos de criação de comunidade que incentivam a conexão e interações em tempo real entre streamers de jogos e público.

Acesse o relatório Gaming Spotlight 2022, feito pela data.ai em parceria com o  International Data Corporation (IDC), clicando aqui.


SOBRE A AUTORA

Ana Beatriz Camargo é jornalista, heavy user de redes sociais e escreve sobre o mundo dos games. saiba mais