Grande parte da transmissão de SARS-CoV-2 acontece em locais fechados, devido à inalação de partículas aéreas que contêm o coronavírus. Mas, mesmo com o risco conhecido de se estar em um local fechado, de acordo com o Centro de Controle e Prevenção de Doenças, pequenas reuniões domésticas são as causadoras de muitos dos casos surgidos recentemente.

A melhor maneira de prevenir a transmissão em casa seria simplesmente manter as pessoas infectadas afastadas. Mas isto é difícil de ser feito quando 40% dos casos são assintomáticos (e pessoas assintomáticas podem espalhar o coronavírus para os outros). Seria melhor é fazer reuniões em áreas externas, mas se você não puder, existem outras maneiras de reduzir o risco de contágio.

Em primeiro lugar – e isso é o mais importante – sempre use máscara, garanta que todos fiquem a no mínimo dois metros uns dos outros e não fique muito tempo em ambientes fechados. Mas, além dessas precauções, garantir que o ar do ambiente esteja o mais limpo possível também pode ajudar. Sou um pesquisadora sobre a qualidade do ar que estuda como reduzir a transmissão de doenças infecciosas transmitidas pelo ar. Uma melhor ventilação ou um filtro de ar de dimensões apropriadas pode criar uma camada extra de proteção.

Ar fresco é ar seguro

Um ambiente seguro é aquele no qual o ar de fora constantemente substitui o ar parado interno.

Casas são tipicamente ventiladas por meio de janelas ou portas abertas, pela passagem de ar por frestas e aberturas não intencionais na construção. Uma taxa típica de troca de ar em uma casa é em torno de 0.5 trocas por hora. O ar se move de uma maneira complicada e isso faz com que demore cerca de duas horas para substituir dois terços do ar em uma casa e cerca de seis horas para trocar todo o ar.

Esta troca lenta de ar não é boa quando você quer limitar a transmissão de um vírus aéreo. Quanto maior a taxa de ventilação, melhor. Então, qual é a quantidade de ar fresco ideal? A taxa exata depende do tamanho do ambiente. Por exemplo, uma sala de 3 x 3 com três ou quatro pessoas dentro deve ter pelo menos três trocas de ar por hora. Durante uma pandemia, esta taxa deve ser maior e a OMS recentemente recomendou seis trocas por hora.

Você não precisa saber a taxa de troca de ar exata da sua casa; somente saiba que mais é melhor. Felizmente, aumentar a ventilação de uma casa ou de um apartamento é fácil.

Abra o maior número de portas possível – quanto maior a abertura melhor. Abra portas que dão para o exterior. Ligue a exaustão no seu banheiro e acima do fogão – mas faça isso somente se os dutos de exaustão jogarem o ar para fora e se você também tiver uma janela ou porta aberta. Além disso, você pode colocar ventiladores em janelas abertas e soprar o ar para fora, aumentando ainda mais o fluxo de ar.

Eu moro no Colorado, onde o frio do inverno já chegou. Ainda assim, eu acho que vale a pena deixar as janelas abertas, mesmo que somente até a metade, e deixar os aquecedores ligados. Isto desperdiça energia, mas eu faço isso o mínimo possível, e quando os visitantes saem  deixo a janela aberta por no mínimo uma hora para arejar a casa.

Todas essas coisas vão se somando e aumentam a ventilação.

Filtração como um Backup

Se você estiver preocupado com a ventilação baixa, filtros de ar podem oferecer mais uma camada de proteção. Assim como as máscaras N95, passar o ar da casa por um filtro com aberturas pequenas pode capturar partículas suspensas que contenham o coronavírus.

Existem duas formas de filtrar o ar em casa: usando um sistema integrado – como o do aquecimento central, por exemplo – ou usando purificadores de ar separados.

Na minha casa, usamos tanto purificadores de ar quanto o sistema de aquecimento para filtrar o ar. Se você tem aquecimento central, garanta que o filtro da sua caldeira tenha um valor reportado de eficiência mínimo (MERV) de no mínimo 11. Este valor diz quão eficiente é o filtro na remoção de partículas em suspensão e contaminantes do ar circulante. O padrão para a maioria das caldeiras é de 8 e muitas delas não funcionam com filtros mais eficientes, então verifique o filtro e pergunte a um técnico antes de trocá-lo. Mas um filtro MERV 8 é melhor do que nenhuma filtração.

Você também pode usar purificadores de ar para remover as partículas maiores, mas a eficácia deles depende do tamanho do ambiente. Quanto maior o ambiente, mais o ar precisa ser limpo e os purificadores de ar precisam ter potência máxima. Minha casa é ampla, então não consigo usar o meu purificador de ar na área de convívio principal, mas ele pode ser útil em quartos e outros espaços menores. Se você está pensando em comprar um purificador de ar, trabalhei com alguns colegas de Harvard para criar uma ferramenta capaz de determinar a potência de um purificador de ar necessária para ambientes de tamanhos diferentes.

E não se esqueça de considerar a eficácia do filtro do purificador. A melhor opção é um purificador que use filtro de alta eficiência para particulado aéreo (HEPA), já que estes removem mais de 99.97% de todos os tamanhos de partícula.

Se decidir compartilhar sua casa com outras pessoas nos próximos meses, lembre-se que estar em ambientes externos é o mais seguro. Mas se precisa ficar do lado de dentro, diminua a duração das visitas, use máscara e mantenha o distanciamento social o tempo todo. Além dessas precauções, manter o fluxo de ar alto abrindo as janelas o máximo possível, trazer mais ar para dentro por meio de exaustores e usar filtros e purificadores de ar pode ajudar a reduzir a disseminação do coronavírus.

SOBRE A AUTORA

Shelly Miller é professora de engenharia mecânica na Universidade de Colorado de Boulder. Este artigo foi republicado do The Conversation sob uma licença Creative Commons. Leia o artigo original.