L’Oréal e Mundo Negro lançam powerlist de Mulheres Negras transformando histórias

Seleção tem 10 nomes em celebração ao Dia Internacional da Mulher Negra Latino-americana e Caribenha

Crédito: Reprodução da Tereza de Benguela, a Rainha Negra do Pantanal, de Félix Edouard Vallotton (1865-1925)

Redação Fast Company Brasil 2 minutos de leitura

O Dia da Mulher Negra Latino-americana e Caribenha nasceu em 1992 durante o 1º Encontro de Mulheres Negras da América Latina e do Caribe, realizado na República Dominicana, e se tornou um marco internacional na luta contra as opressões raciais e de gênero contra mulheres negras. O evento reuniu mais de 300 representantes de 32 países para compartilhar suas vivências, denunciar as opressões e debater soluções para a luta contra o racismo e o machismo. 

Com o passar dos anos, uma série de eventos criados por organizações de mulheres negras passou a marcar o Julho das Pretas, reforçando o protagonismo das mulheres negras no Brasil. Aqui, o dia também reverencia Tereza de Benguela (foto em destaque), que viveu no século XVIII, no Vale do Guaporé (MT), e liderou o Quilombo de Quariterê. Local que, segundo documentos, abrigava mais de 100 pessoas, incluindo indígenas. Também chamada de Rainha Negra do Pantanal, ela é lembrada pela sua liderança e pela criação de uma espécie de Parlamento e de um sistema de defesa que garantiu a longevidade do Quilombo. Tereza foi morta após ser capturada por soldados. O Dia Nacional de Tereza de Benguela e da Mulher Negra foi oficialmente criado no Brasil em 2014.

Para celebrar esta data, portanto, o Site Mundo Negro  lança, em parceria com a L’Oréal e o Mover (Movimento pela Equidade Racial), a Powerlist Mulheres Negras Transformando Histórias, que destaca 10 mulheres negras que tiveram relevância e impacto, a partir da curadoria de Silvia Nascimento, CEO e editora-chefe do portal, com indicações de sugestões do time de mulheres negras que produzem conteúdo para o veículo e redes sociais.

“Pesquisamos, conversamos com pessoas, vimos a forma como essas mulheres ocupam ou criam espaços que têm mudado a história delas, e de quem convive com elas seja profissionalmente, seja pessoalmente. O reconhecimento de nomes não tão conhecidos também foi um dos critérios”, afirma Silvia

Confira a lista:

  • Ana K. Melo, sócia e head de diversidade e inclusão da XP Inc.;
  • Dra. Katleen Conceição, dermatologista referência em pele negra;
  • Patrícia Santos, CEO e fundadora da EmpregeAfro;
  • Michelle Salles, head de diversidade e inclusão e saúde mental na América do Sul da Ambev;
  • Luciene Malta Rodrigues, profissional de marketing com passagens pela Coca-Cola, L’Oréal e Itaú;
  • Rita Oliveira, head de diversidade, equidade e inclusão e líder do grupo de funcionários negros do Coletivo T’Challa da Walt Disney Company;
  • Márcia Silveira, hed de diversidade e inclusão da da L’Oréal;
  • Raquel Virgínia, artista, indicada duas vezes ao Grammy Latino e fundadora da Nhaí;
  • Mônica Anjos, estilista;
  • Juliana Oliveira, fundadora da Agência Oliver Press.

Como parte de celebração da data, a L’Oréal lança um novo episódio da série “Lições de Valor”, estrelado por Taís Araújo. Usando sua própria história, como o início de carreira sendo mulher preta, Taís conta como teria sido importante ter alguém ao seu lado para acreditar em seu potencial, algo que ela deseja para todas as mulheres. É um forte depoimento sobre empoderamento feminino, incentivando e encorajando todas as mulheres a aceitarem sua beleza e reforçarem o seu valor todos os dias.


SOBRE O(A) AUTOR(A)

Conteúdo produzido pela Redação da Fast Company Brasil. saiba mais