Venda de guloseimas cresce no Brasil com Halloween

Marcas investem em produtos e ações específicas para aproveitar a celebração do Dia das Bruxas

Crédito: Vinicius Amnx/ Unsplash

Redação Fast Company Brasil 3 minutos de leitura

Apesar de não vermos crianças andando pelas ruas pedindo doces de porta a porta, o Dia das Bruxas (ou Halloween, celebrado no dia 31 de outubro), vem ganhando espaço no calendário dos brasileiros, esquentando o mercado de doces e incentivando marcas a investirem na data.

Segundo dados da Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Amendoim e Balas (Abicab), coletados pela KPMG, a indústria de chocolates registrou, no primeiro semestre de 2022, um crescimento 11,43% na produção, se comparado ao mesmo período do ano anterior – crescimento motivado, em parte, pela popularização de comemorações como o Halloween.

Larissa Diniz (Crédito: Hershey/ Divulgação)

“São produtos versáteis, consumidos em diversas porções e ocasiões e fazem parte da vida dos brasileiros. O investimento na cadeia produtiva é uma questão vital para que os consumidores sejam atendidos, focando, principalmente em inovação e sustentabilidade”, afirma Ubiracy Fonsêca, presidente da Abicab.

“Datas sazonais são momentos muito importantes para criarmos conexão com os nossos consumidores, participando de momentos especiais do dia a dia e de diversão em família. E nada melhor do que uma data que vem crescendo em relevância, como Halloween”, afirma Larissa Diniz, gerente geral da Hershey para a América Latina.

É o segundo ano que a gigante do setor de chocolates investe em novos produtos focados na data. A iniciativa vem acompanhada da campanha “HersheyWeen”, criada para engajar e inspirar os consumidores a participarem da festa.

Em outubro, a Hershey realizou sua primeira festa HersheyWeen em uma casa antiga, em São Paulo, reunindo diversos influenciadores com seus filhos e parceiros. Além da festa, trabalharam com mais de 300 influenciadores que abordaram diferentes pilares de conteúdos, como receitas (com Chef Paulo Rocha), fantasias e maquiagem (com Angelic4Silva) e decoração (com Carol Wang).

“O Halloween é uma das épocas mais importantes para a Hershey nos Estados Unidos e nossas marcas são fortemente identificadas com essa celebração por lá”, diz Larissa. “Temos percebido, ao longo dos últimos anos, um interesse crescente pela data não só no Brasil, mas em outros países da América Latina onde estamos presentes, como Porto Rico, Panamá e Colômbia.”

FANTA MISTÉRIO

Já a Fanta lançou uma edição do refrigerante com um sabor misterioso. “Acreditamos que o Halloween seja uma oportunidade para a marca combater a rotina e incentivar o público a trazer mais diversão para o dia a dia, independentemente da idade. Ele tem esse espírito, uma festividade na qual todos se sentem livres para usar a fantasia que quiserem de uma forma divertida”, diz Ted Ketterer, diretor de marketing da Coca-Cola Brasil.

A campanha da Fanta Mistério realizou diversas ações e interações com consumidores em parceria com diferentes redes de fast food e varejo, além de lançar um aplicativo de realidade aumentada. A marca também promove um reality show de culinária, o Monster Chef, via Twitch, com a final exibida no Dia das Bruxas.

Se no Brasil não há uma difusão tão grande do “gostosuras ou travessuras”, os doces em suas versões miniaturas e com embalagens individuais se tornam opção de decoração e praticidade nas celebrações temáticas. Com quatro opções desses chocolates, as vendas desses itens dobraram em relação a 2021, segundo Larissa, da Hershey.

“Nós enxergamos o Halloween como uma data ainda a ser explorada, com muito potencial para diversos segmentos, como vestuário, alimentação, bebidas e eventos. Acreditamos que pode ser uma data tão propícia para a confraternização em família quanto a Páscoa, reunindo brincadeiras, chocolates e muita diversão”, afirma a executiva.

Na mesma linha, o executivo da Coca-Cola considera que o Dia das Bruxas vem se fortalecendo no Brasil e abre uma grande gama de oportunidades para diferentes mercados e eventos. “Conhecer seu público e atender às suas expectativas enquanto marca faz com que a data seja uma grande oportunidade de reforçar o posicionamento e, principalmente, o produto”, afirma.


SOBRE O(A) AUTOR(A)

Conteúdo produzido pela Redação da Fast Company Brasil. saiba mais