POR NATE BERG

Meses de home office podem ter deixado os escritórios apenas na lembrança: mundo percebeu que é possível trabalhar de qualquer lugar e ainda poupar gastos com o aluguel. Mas, ainda assim, os escritórios são parte fundamental dos planos de negócios de muitas empresas. 

À medida que mais empresas adotam o modelo híbrido, uma combinação entre o remoto e a ida à empresa, a nova experiência presencial é bastante diferente. A frequência muda e o escritório também. Espaços e mobílias foram repensados a partir de novos conceitos de design para criar mais espaços colaborativos. Em alguns lugares, os layouts de salas de reunião podem ser orientados por tecnologias inovadoras, além de outros recursos adaptáveis.

Essas mudanças já estão acontecendo. Empresas como Spotify, Salesforce, e a gigante gestora de identidade on-line Okta, passaram meses reinventando espaços amplamente confortáveis e funcionais. Elas trazem um vislumbre das inovações no futuro do trabalho.

ESPAÇO COLABORATIVO

Na Salesforce, 40% das mesas foram retiradas para criar mais espaço colaborativo, de acordo com Michele Schneider, vice presidente sênior de serviços globais para workplace. Isso significa mais cafés, mesas comunitárias, sofás, lousas digitais, estandes, e equipamento audiovisual mobile para que o trabalho em equipe aconteça de qualquer lugar. 

MUDANÇAS NA PLANTA 

Para tornar os escritórios mais flexíveis, as mesas demarcadas são reduzidas em quantidade ou totalmente eliminadas, conforme as empresas ocupam metragens menores ou reconsideram a área ocupada. Salesforce e Spotify alteraram as plantas térreas para “distritos” focados em equipes, com móveis e espaços para trabalho individual e colaborativo, em vez de uma porção de mesas. 

TECNOLOGIA

Usando sensores, crachás e analytics, a Okta aproveita os dados para rastrear precisamente como seus escritórios são utilizados. “Pense nisso como uma rede operando de cima”, diz Samantha Fisher, chefe de trabalho dinâmico da Okta. Se uma sala de conferência for sub ou super utilizada, é possível ajustar conforme necessário.

MOBÍLIA

Híbrido também significa flexível. Com uma frequência variada de pessoas no dia a dia da empresa, um mesmo espaço é capaz de acomodar brainstorms e trabalho individual através de mobílias adaptáveis. Na sede da Okta em São Francisco, os móveis são equipados com tomadas e os colaboradores se conectem onde quiserem. 

ZONAS SILENCIOSAS

O ruído geralmente pesa no ambiente de trabalho. Para empresas como o Spotify, em que ser capaz de ouvir é crucial, isso é particularmente problemático. Alguns dos novos escritórios da startup dispõe de espaços semelhantes a bibliotecas, onde as mesas são isoladas acusticamente e divididas por estantes.  “É o espaço que você pode ir quando precisa finalizar a apresentação”, diz Sonya Simmonds, head de design de workplace do Spotify.

SOBRE O AUTOR

Nate Berg é é um jornalista que cobre cidades, planejamento urbano e arquitetura.