“Um movimento amplo está acontecendo – e ele afeta a todos nós. Uma revolução global está mudando os negócios e novas empresas estão mudando o mundo. Uma nova geração está reescrevendo as regras do business. E, porque não dizer, do capitalismo”.

A frase não poderia ser mais atual. Mas foi escrita há 25 anos, em novembro de 1995, por Bill Taylor e Alan Webber no primeiro número da publicação que eles haviam acabado de criar: a Fast Company.

A primeira capa da Fast Company, publicada em novembro de 1995

Na capa do primeiro número da revista (veja na imagem acima), quatro frases em letras garrafais:

Work Is Personal. Computing Is Social.

Knowledge Is Power.  Break the Rules.

O manifesto de Taylor e Webber provou ser visionário. Mas 25 anos depois, enquanto a sociedade enfrenta uma pandemia global, a pior crise econômica desde a Grande Depressão e exige o fim do racismo sistêmico – além das mudanças climáticas e da crescente desigualdade de renda –, é hora de reescrever as regras dos negócios novamente.

É por isso que estamos aqui. É por isso que estamos lançando a Fast Company Brasil.

Algumas mudanças começaram antes da crise existencial coletiva de 2020. Já se falava em capitalismo com propósito, em ESG e na vitalidade da reputação corporativa. Muito se discutia sobre um novo tipo de liderança e a importância das soft skills. Muito se falava sobre a urgência da implementação de estratégias de diversidade, equidade e inclusão.

Mas não tem sido suficiente.

O próprio Bill Taylor disse, recentemente: “É difícil sustentar uma grande empresa em uma sociedade profundamente conturbada, construir uma cultura corporativa saudável em um mundo onde tantas pessoas lutam contra a discriminação e discutir a falta de acesso para a saúde em um planeta que está cada vez mais doente.”

Por isso, a missão da Fast Company é mais atual do que nunca.

Em 1995, Taylor e Webber quebraram paradigmas. Mesmo exaltando as conquistas tecnológicas, eles queriam destacar a importância das conexões humanas no trabalho.

Mesmo favoráveis ao sucesso e à livre competição, eles queriam enfatizar a responsabilidade e o papel das empresas na sociedade.

Mesmo sendo entusiastas do capitalismo, queriam moldar a conversa sobre as empresas no seu melhor – e verdadeiro – significado de sucesso.

Até hoje, Fast Company é a única marca de mídia dedicada a narrar o futuro dos negócios. O único título comprometido em cobrir empresas e líderes que estão definindo para onde os negócios estão indo. E com a tecnologia e a globalização levando à comoditização de produtos e serviços, a Inovação, a Criatividade, a criação de Negócios de Impacto e o Design são as únicas maneiras pelas quais as empresas podem vencer.

Uma marca que há 25 anos é referência mundial em inovação, liberdade de expressão e criatividade. Um selo de qualidade no mundo dos negócios, antecipando tendências, identificando as lideranças do futuro e acompanhando as empresas que provocam um impacto real no mundo.

Defensora de um estilo de vida único nos negócios e na forma de se expressar, criar e utilizar produtos. Guardiã de um conteúdo de grande embasamento técnico, marcado pela colaboração, pelo ineditismo, pelo olhar diferenciado e único.

Os impactos políticos e sociais, as desigualdades raciais e de gênero, o agravamento das mudanças climáticas e uma crise global de saúde estão forçando as empresas a repensar seu lugar no mundo.

E é por isso que, no ano em que a vida ganhou um novo significado e está redefinindo nossas relações nas empresas, nós desembarcamos no Brasil.

Vamos exercer nossa missão, que é potencializar a voz da inovação no Brasil. A estimular conversas que tenham impacto positivo na sociedade. Que nos façam refletir e nos ajudem a antecipar o futuro.

Queremos ajudar a asfaltar novos caminhos na retomada econômica, tão necessária para o futuro da nação.

Buscaremos os independentes, os empreendedores criativos, os fazedores e os sonhadores. Aqueles que não têm medo de arriscar em nome de seus sonhos e ideais.

Estaremos em versão beta, perpetuamente. Vamos errar muito, procurando acertar sempre. Vamos aprender muito, evoluindo sempre, como a vida tem que ser.

E convidamos você a estar conosco nesta caminhada.

Vida longa à Fast Company Brasil.

Vamos inovar juntos?

#fastcompanybrasil