Acabou a festa: Airbnb proíbe de vez os eventos em seus imóveis

Criada como medida temporária para evitar aglomerações durante a pandemia, regra passa a valer permanentemente "por questões de segurança”

Crédito: Alexander Popov/ Unsplash/ Pngtree

Grace Buono 2 minutos de leitura

O Airbnb anunciou a decisão de banir para sempre as festas nos imóveis que aluga em todo o mundo. Instituída em agosto de 2020, a medida foi adotada para evitar aglomerações durante o auge da pandemia de Covid-19, especialmente nos locais onde bares e restaurantes permaneciam fechados.

Segundo a empresa, a proibição tinha relação direta com a queda de 44% no número de festas reportada pelos anfitriões ligados à plataforma. Apenas em 2021, mais de 6,6 mil pessoas tiveram o cadastro de seus imóveis no site barrado por terem violado a regra contra eventos.

“Com o tempo, a proibição se tornou muito mais do que uma medida de saúde pública”, afirmou a empresa em um comunicado. “Ela se transformou em um dos pilares de nossa política de comunidade no sentido de dar apoio aos donos dos imóveis e a seus vizinhos.”

O Airbnb baniu as “casas para festas” da plataforma e ampliou a lista de itens sujeitos a procedimentos de checagem.

As novas regras incluem reuniões não-planejadas, eventos abertos ao público e festas em geral. Elas seguem a linha de medidas tomadas anteriormente com relação à segurança, após um tiroteio em 2019 que aconteceu em uma propriedade listada no site como “casa para festas”. O Airbnb baniu esse tipo de imóvel da plataforma e ampliou a lista de itens sujeitos a procedimentos de checagem, para aumentar a segurança.

O anúncio foi feito um pouco depois do lançamento das “categorias”, uma nova forma de pesquisar imóveis – por tipo, como surfe, cabine ou barraca – e da Split Stays (estadia dividida), que permite dividir a hospedagem entre acomodações diferentes, durante viagens mais longas, por exemplo.

Uma coisa mudou em relação à proibição inicial de 2020: o limite máximo de hospedagem de 16 pessoas, instituído especificamente para evitar o crescimento da contaminação pelo vírus da Covid-19. Agora, donos de imóveis com espaço para receber mais pessoas estão liberados para usar a capacidade total.

A liberação da capacidade máxima permitirá que os viajantes explorem mais opções, de acordo com a empresa. “Há imóveis incríveis, capazes de hospedar várias gerações de uma mesma família ou grupos grandes. Com a liberação, os anfitriões podem utilizar o espaço de que dispõem com responsabilidade e cumprindo com a regra de proibição de festas”, explica a empresa.


SOBRE A AUTORA