SEO no TikTok: a nova onda em busca de audiência

Marcas e criadores estão usando otimização de mecanismos de pesquisa para alcançar o público mais amplo da Geração Z no aplicativo

Crédito: rawpixel.com/ Ron Lach/ Pexels/ Freepik

Danica Lo 3 minutos de leitura

Por mais de uma década, quando as empresas falavam sobre otimização de mecanismos de busca, conhecida pela sigla SEO (do inglês search engine optimization), estavam necessariamente se referindo ao Google.

No entanto, outras gigantes foram ganhando espaço no comércio eletrônico e nas mídias sociais, como a Amazon, que vende de tudo, e os aplicativos de compartilhamento de vídeo, como o TikTok. Não demorou muito para que as pesquisas online de produtos, entretenimento e informações começassem a migrar para outros lugares.

Em uma recente conferência em Aspen, Prabhakar Raghavan, vice-presidente sênior da organização Google Knowledge and Information, revelou que grande parte dos jovens de 18 a 24 anos prefere as mídias sociais em lugar do Google na hora de buscar informações.

“De acordo com nossos estudos, quase 40% dos jovens não recorrem ao Google Maps ou à nossa página inicial de pesquisa quando procuram um lugar para almoçar. Eles vão ao TikTok ou ao Instagram”, revelou o executivo.

“Continuamos constatando, repetidamente, que os novos usuários da internet não têm as mesmas expectativas e a mentalidade q ue estamos acostumados. As perguntas que eles fazem são completamente diferentes.”

MAIS TRABALHO

O desgaste do sistema de pesquisa do Google não é novidade. Um estudo de 2016, publicado pela empresa de tecnologia de big data BloomReach e muito citado, revelou que 55% das pesquisas de produtos de consumo se originam na Amazon.com. Esse número provavelmente cresceu desde então.

Com o lançamento de novos produtos, plataformas e aplicativos, as opções de pesquisa diluirão ainda mais a participação de mercado do Google.

À medida que as empresas de tecnologia continuam lançando novos produtos, plataformas e aplicativos da web, as opções de pesquisa diluirão ainda mais a participação de mercado do Google.

Para criadores de conteúdo e profissionais de marketing, isso significa que, agora, além de entender o funcionamento misterioso dos algoritmos, aprender SEO de mídia social para TikTok, Instagram, Facebook, Twitter e LinkedIn é vital para apresentar o conteúdo certo para novos públicos.

As práticas recomendadas variam de acordo com cada plataforma. Para a maioria, implementar uma estratégia inteligente em torno de palavras-chave e hashtags ajuda bastante a aumentar a acurácia dos resultados.

No TikTok, foi criado todo um gênero de conteúdo para ajudar os criadores a melhorar o SEO e serem encontrados no aplicativo. Criadores como Mike Rama, que administra uma plataforma que conecta marcas a usuários que produzem conteúdo publicitário, começaram a publicar postagens gratuitas e informativas, reforçando a importância de usar os melhores termos de pesquisa possíveis, além de fornecer dicas úteis.

Essas dicas incluem demonstrações de como usar a pesquisa do TikTok para descobrir as frases de preenchimento automático mais populares nas pesquisas com base em palavras-chave e, em seguida, criar postagens sobre cada um dos tópicos mais pesquisados.

@mike.rama

Tiktok SEO is changing the game for creators: here’s how to rank for keywords #tiktokseo #rankontiktok #tiktokkeywordsearch #creators

♬ Blade Runner 2049 – Synthwave Goose

Ao contrário dos memes e das hashtags impulsionadas por tendências, o conteúdo otimizado para pesquisa ganha força ao longo do tempo, à medida que as pessoas procuram informações e as postagens acumulam cliques, argumenta Yvonne Dekoning, ex-gerente de mídia social da Saks Fifth Avenue, que agora fornece treinamento de mídia social para marcas e executivos. Seu conteúdo do TikTok se concentra em tutoriais.

Enquanto isso, Facebook, Twitter, Instagram e LinkedIn expandiram suas ofertas de produtos – especialmente o LinkedIn, com seu recém-lançado conjunto de ferramentas de criação – fornecendo maneiras fáceis para os usuários preencherem as plataformas com bastante conteúdo multimídia pesquisável.

Qualquer pessoa com uma conexão à internet, um teclado e uma câmera, pode alimentar a fera. Afinal, quanto mais conteúdo, melhor – ou, pelo menos, mais oportunidades de aparecer nos resultados das pesquisas, no Google e além do Google, atraindo a atenção do público para outras plataformas.


SOBRE A AUTORA

Danica Lo é editora contribuinte da Fast Company e cobre as áreas de marketing, branding e comunicação. saiba mais