POR SHADE VAUGHN E CHARLIE LI

A tecnologia está impregnada no modo com que fazemos negócios em muitos níveis – e isso é ainda mais evidente no marketing. Mais de um terço de todas as empresas pesquisadas pela agência Stein IAS afirmam que o maior ganho que pode vir da transformação do marketing digital é a capacidade de contribuir diretamente com o crescimento da receita.

As empresas estão conquistando boa parte dos clientes pelos canais digitais. Qualquer que seja o serviço ou oferta, companhias de todos os tipos estão colocando a tecnologia no centro, e o marketing deve promover estas capacidades. As marcas estão mirando os clientes onde eles estão – adaptando as ofertas às mudanças no estilo de vida provocadas pela pandemia. Equipes de marketing estão utilizando tecnologia para novas formas de colaboração e treinando equipes com ferramentas que ajudam a tornar o trabalho mais eficiente.

Para que o marketing tenha sucesso nessas funções focadas em tecnologia, os silos têm de ser desfeitos. A equipe de tecnologia da empresa possui uma riqueza de conhecimentos que o marketing pode alavancar para se comunicar com mais precisão e eficiência com clientes em potencial. Ao mesmo tempo, com a tecnologia na vanguarda da operação das empresas, os times devem estar em sintonia com o marketing para demonstrar o valor que podem agregar aos consumidores e clientes por meio de serviços ou produtos de tecnologia.

Diante disso, os CMOs precisam se voltar cada vez mais para um mindset de tecnologia. Veja cinco motivos pelos quais os chefes de marketing deveriam pensar mais como chief digital officers (CDOs):

1) VENDAS E MARKETING DATA-DRIVEN E COM BASE NO COMPORTAMENTO
Fazer apresentações para clientes atuais e em prospecção está mais difícil e, mesmo quando a pandemia acabar, pode ser que a gente não volte de vez para as reuniões presenciais. Melhor ter uma equipe de marketing bem treinada e acostumada com os recursos de tecnologia de marketing mais recentes.

Dados do cliente, modelagem preditiva, propensão de compra e geolocalização são ferramentas valiosas para o marketing entregar soluções para os problemas dos clientes. Assim, as equipes de marketing podem ser proativas em vez de reativas, criando parcerias de longo prazo com as empresas

2) EXPERIÊNCIA DO CLIENTE
As marcas estão tentando facilitar a vida dos clientes neste momento de disrupção e incerteza, e, ao mesmo tempo, aumentar a participação no mercado. As empresas de serviços, por exemplo, estão ajudando organizações globais a reduzir custos e a serem mais eficientes. Os profissionais de marketing devem ser capazes de comunicar o valor que podem entregar.

A marca precisa desativar um app antigo para habilitar pedidos online? Deve consolidar uma plataforma para otimizar a experiência? Como reforçar a segurança, dimensionar o programa de inteligência artificial ou rede 5G da empresa? A nuvem é um bom caminho para obter novos recursos e experiências para o mercado? Essas são as perguntas que os CMOs precisam considerar para garantir que suas equipes tenham conhecimento técnico e compreensão para transmitir as mensagens certas de como isso pode ser feito e apoiado.

3) DRIVERS DE CRESCIMENTO
É essencial que os CDOs comuniquem de forma clara e convincente a visão e o valor da tecnologia na redução de custos e no aumento da eficiência. Profissionais de marketing devem treinar bem essa linguagem: falar dos valores da tecnologia para os negócios e dos diferenciais dos recursos tecnológicos da empresa são assuntos que devem estar na ponta da língua do CMO.

4) NOVAS FORMAS DE TRABALHO
Os CDOs estiveram à frente de muitas mudanças durante a pandemia, inclusive ajudando as organizações a se adaptarem ao trabalho remoto. Diante das mudanças nas dinâmicas de brainstorm, na criação e delegação de tarefas, entender a tecnologia que viabiliza esses trabalhos é uma prioridade. Ao explicar como a tecnologia funciona, o profissional dá o exemplo sobre como a empresa pode melhorar a a cultura e estimula os funcionários a adotarem essa nova forma de trabalhar.

5) TREINAMENTO DE FUNCIONÁRIOS
Seja qual for o objetivo final da tecnologia, os funcionários devem estar afiados no uso das ferramentas digitais da empresa. Os CMOs devem contar com parceiros de tecnologia para o desenvolvimento de programas úteis que ensinem os colaboradores a utilizar ferramentas emergentes. O resultado será a criação de campanhas mais impactantes.

A tecnologia é o epicentro do futuro do marketing. Os CMOs que constroem seu legado em torno da conectividade, da colaboração e da educação, terão equipes e resultados mais inovadores. A tecnologia é agnóstica e as equipes de marketing devem aprender como esses recursos impactam os produtos e serviços das marcas.

SOBRE OS AUTORES

Shade Vaughn é CMO e Charlie Li é vice-presidente executivo de aplicativos e tecnologias de nuvem da Capgemini North America.