Projeto lança plataforma para ajudar jovens no voto consciente

Escola de Mudadores é parceria entre Think Twice e Pepita e espera atingir cinco milhões de jovens

Crédito: Creative Christians/ Unsplash

Redação Fast Company Brasil 3 minutos de leitura

Nas eleições de 2022, o Brasil terá um número recorde de jovens entre 16 e 17 anos aptos a votar. Segundo o IBGE, será um aumento de 51% em comparação com a disputa eleitoral de 2018, o que levanta a importância do voto consciente.

Tendo isso em vista, a Escola de Mudadores surgiu com o objetivo de informar melhor as pessoas sobre temas como autoconhecimento, direitos humanos, não violência, desigualdades, fake news e meio ambiente, para que os novos eleitores tenham consciência sobre a importância do voto responsável.

Tudo começou com a constatação de que, desde 2012, esse público tem votado cada vez menos, sob a justificativa de que não se sentem representados e não enxergam na política uma via de mudança.

Diante disso, em fevereiro, a Think Twice Brasil – organização de impacto que promove educação em direitos humanos, cultura de paz e engajamento cívico – realizou uma pesquisa para compreender como se dá a participação cívica desse público.

Gabriele Garcia (Crédito: Arquivo pessoal)

O levantamento apontou que mais de 80% dos jovens estão preocupados com os problemas socioambientais; 41% acreditam que votar nas próximas eleições é a forma mais eficaz de contribuir para resolver esses problemas; e 90% gostariam de saber mais sobre como agir para mudar o mundo.

Com esses insights em mãos, a Think Twice se uniu ao laboratório criativo Pepita para criar a Escola de Mudadores. O projeto conta com o apoio da Newa, empresa de consultoria em diversidade, inclusão e saúde emocional para as organizações.

O principal objetivo é oferecer conteúdo formativo, acompanhado de material de apoio para os jovens e também para educadores, além de promover oficinas e encontros online para o aprofundamento das temáticas disponibilizadas na plataforma.

“A ideia é que as videoaulas de até cinco minutos possam ser reproduzidas em sala de aula, discutidas com profundidade e que as reflexões atravessem os muros das escolas e sejam levadas pelos alunos a qualquer espaço de forma não violenta”, afirma Gabriele Garcia, idealizadora do projeto e fundadora do Think Twice Brasil.

A expectativa da Escola de Mudadores é alcançar cinco milhões de pessoas, especialmente jovens que exercerão o direito ao voto pela primeira vez este ano.

PLATAFORMA PARA O VOTO CONSCIENTE

Julio Santi, fundador e CEO da Pepita, caracteriza a Escola de Mudadores como uma plataforma de ensino à distância. O formato foi pensado para ser de fácil navegação pelo celular e o conteúdo é organizado em uma trilha de aprendizagem centrada em quatro módulos. Os módulos também são chamados de “quatro dimensões de consciência”: eu, nós, todos e tudo.

Os eixos são compostos por videoaulas dinâmicas e material de apoio para aprofundar as reflexões. Entre as videoaulas assinadas por especialistas estão “Gerenciamento de emoções”, “Direito de sonhar”, “Racismo estrutural”, “Violência contra a mulher”, “Democracia” e “Fake news e direito à verdade”.

o maior desafio do projeto é a mobilização da sociedade para que as pessoas conheçam e se inscrevam na plataforma.

Cada eixo reúne cerca de cinco videoaulas.Na primeira semana de setembro vão ao ar as aulas especiais, sobre temas inovadores que combinam perspectivas diversas e complementares.

Segundo Gabriele, o maior desafio do projeto é a mobilização da sociedade para que as pessoas conheçam e se inscrevam na plataforma.

“Em um cenário de polarização e resistência ao diálogo, as pessoas se sentem desconfiadas e ainda pouco convencidas da eficácia de investir seu tempo para exercer o direito ao voto com responsabilidade”, analisa.

Para participar da Escola de Mudadores, basta inscrever-se gratuitamente no site. “Pensamos com muito cuidado nos educadores e como encorajá-los a levar esse conteúdo para a sala de aula. Ao final de cada videoaula eles encontrarão material de apoio exclusivo, com sugestões de atividades, além de dicas de livros, filmes e outras informações relevantes”, afirma Santi.


SOBRE O(A) AUTOR(A)

Conteúdo produzido pela Redação da Fast Company Brasil. saiba mais