POR ANA BEATRIZ CAMARGO

Sexta-feira chegou e que tal uma lista com bons documentários espalhados pelas plataformas de streaming para ficar por dentro do mundo dos games? Para quem não é gamer, estes documentários ajudarão a entender melhor como essa indústria começou a ganhar corpo no Brasil e sua evolução ao longo dos anos – até chegar a este mercado pujante e promissor que movimenta bilhões de dólares no mundo.

PLAYING WITH POWER: THE NINTENDO STORY (2021)

Onde: Youtube

 

Pense na palavra videogame. Qual imagem vem automaticamente à mente? Nós apostamos que, dependendo da idade da pessoa, figuras como Mario Bros, Yoshi, Donkey Kong, The Legend of Zelda seriam as respostas. O que todos eles têm em comum? São todos criações da japonesa Nintendo. 

Definitivamente, uma das maiores e mais recentes produções sobre o mercado gamer, “Playing With Power” é uma série com cinco episódios que promete contar as histórias secretas – e não tão bonitas – por trás da gigante do mundo dos games. O roteiro vai lá nas origens da empresa, em 1800, e traz entrevistas com vários ex-funcionários e figuras importantes da indústria gamer dos últimos anos. 

A série estreou em março deste ano no serviço de streaming da Sony, o Crackle, que infelizmente não está mais disponível na América Latina. Porém, os cinco episódios podem ser facilmente encontrados no Youtube com legenda em inglês. 

CONSOLE WARS (2020)
Onde: Paramount+ ou HBO Max

 

Para quem curte uma boa história de competição entre gigantes, essa é a pedida para o fim de semana! Console Wars mostra os bastidores da disputa travada entre SEGA e Nintendo, nos anos 90. 

De um lado do ringue, baixinho, bigodudo e com sua roupa de encanador, seu dinossauro e seus cogumelos, Mario Bros. Do outro, um ouriço ultra veloz capaz de virar uma bolinha para destruir tudo que aparecer pela frente, Sonic. E por trás deles, uma série de executivos e engenheiros disputando a atenção e audiência do mercado americano.

O filme é baseado no livro de mesmo nome e apresenta a batalha da SEGA para tentar reverter a predominância da Nintendo no mercado americano. A estratégia tinha nome e sobrenome: Tom Kalinske. Experiente executivo que fez seu nome na Mattel, com marcas como Barbie e Hot Wheels, Tom conhecia com perfeição o marketing voltado ao jovem americano. 

O documentário foi produzido pelo canal CBS e no Brasil pode ser encontrado em dois serviços de streamings: Paramount+ e HBO Max. 

MINECRAFT: THE STORY OF MOJANG (2012)

Onde: Youtube

 

Lançado em 2009, o jogo de computador virou um fenômeno mundial e ocupa hoje o segundo lugar no ranking dos jogos mais vendidos de todos os tempos – perdendo só para o Tetris. 

Minecraft não possui objetivos específicos, fases a serem vencidas ou recompensas coletadas, é um jogo da categoria sandbox – ou mundo aberto. Nesse tipo de jogo, o usuário tem liberdade para vagar pelo mundo virtual e modificá-lo do jeito que quiser.. 

Quem é da época do The Sims, onde o passatempo era criar casas e comunidades, vai lembrar, pois os dois são do mesmo gênero – e depois, com algumas modificações, ambos passaram a contar com alguns progressos e recompensas.

Esse documentário, lançado em 2012, mostra os bastidores do desenvolvimento do game e seu lançamento pela empresa Mojang e explica um pouco mais sobre como funcionam os jogos da categoria sandbox do ponto de vista dos usuários. 

Vale saber que, após tanto sucesso, o estúdio Mojang foi comprado pela Microsoft, que hoje é a detentora dos direitos do Minecraft.

LEAGUE OF LEGENDS – A ORIGEM (2019)

Onde: Netflix

 

Seguindo na linha dos documentários que explicam como alguns jogos se tornaram gigantes, não dá para perder esse sobre League of Legends – ou simplesmente LoL, como é conhecido pelos gamers. 

A produção narra o crescimento da popularidade do jogo desde sua criação, em outubro de 2009, até a realização de um dos seus campeonatos mundiais, realizado em 2017. Vale ressaltar que esses campeonatos rolam todos os anos, entre os meses de setembro e novembro, com prêmios milionários. 

League of Legends é um jogo de computador da categoria MOBA – Multiplayer Online Battle Arena – que consiste basicamente em duas equipes que duelam entre si para destruir a base adversária. Segundo a empresa que criou o jogo, Riot Games, o número de jogadores diários chega a 8 milhões de pessoas – o que faz de LoL um dos cinco games mais jogados do mundo. 

E o sucesso do jogo é tanto, que a Riot Games e a Netflix vão estrear uma série baseada no mundo por trás do League of Legends. A produção estreia em 7 de novembro. Para quem é fã de LoL, vale colocar no radar. 

PARALELOS (2017)

Onde: Site da Red Bull 

Sabe aquela história de que o brasileiro colocou maionese no temaki, arroz no recheio do burrito, ketchup no strogonoff? No mundo dos games, foi esse jeitinho brasileiro para fazer adaptações – e clones – que garantiu a expansão desse mercado a partir da década de 70, quando chegaram ao país as primeiras máquinas de fliperama. Em resumo: este documentário mostra como a pirataria foi crucial para a cultura gamer brasileira.

Os três episódios contam com depoimentos de figuras importantes para o cenário nacional como os jornalistas Pablo Miyazawa e Flávia Gasi, os executivos Stefano Arnold e Alexandre Pagano, e game designers como Pedro Santo e Amora B. Quem tem vontade de entender mais do mercado brasileiro e dos hábitos de consumo do mercado local, não pode perder os três episódios, disponíveis apenas no site da Red Bull.

 

SOBRE A AUTORA

Ana Beatriz Camargo é jornalista, heavy user de redes sociais e escreve sobre o mundo dos games.