POR JEANCARLOS MOTA 

É inegável que o The Game Awards tornou-se a premiação máxima dos videogames. Por mais que tenhamos diversos outros prêmios — como o The Golden Joystick Awards –, o TGA cresceu muito ao longo dos anos e não apenas conquistou o título de “Oscar do Videogame”, ele se transformou em um evento de revelações e anúncios quase tão esperado quanto a Electronic Entertainment Expo (ou E3).

O TGA é uma cerimônia anual de premiação que homenageia as conquistas da indústria de videogames. Estabelecido em 2014, ele é produzido e apresentado pelo jornalista especializado em games Geoff Keighley, que trabalhou em seu antecessor, o Spike Video Game Awards, por mais de 10 anos. Além dos prêmios, o The Game Awards também apresenta estreias de novos jogos e análises detalhadas dos já anunciados. E é aqui que o evento brilha ainda mais.

Afinal, se formos pensar em quem realmente saiu como vencedor do TGA 2021, talvez não tenha sido apenas o título que levou a categoria de Melhor Jogo de 2021.

ANÚNCIOS E REVELAÇÕES

O TGA 2021 seguiu a linha dos demais eventos anuais, porém a celebração nunca foi tão grande. Inúmeras apresentações de artistas convidados, como as orquestras que tocaram temas dos games concorrentes aos prêmios e até mesmo a banda Imagine Dragons, que tocou o tema do homenageados da noite, o jogo Bastion, e Enemy, música tema de Arcane, série da Netflix inspirada em League of Legends.

Halo finalmente terá sua própria série de TV, com produção de ninguém menos que Steven Spielberg (Crédito: Paramount+)

Porém, mais que isso, foram os diversos anunciantes durante o evento que certamente levaram o TGA. Eles tiveram mais tempo de tela que os próprios indicados ao prêmio. Foram quase 30 diferentes anúncios – dentre games, filmes e séries inspiradas na cultura gamer, inclusive Matrix 4 e a série de TV do game Halo, com Steven Spielberg entre os produtores, e um novo game narrativo oficial da série Star Wars.

COMO É O PROCESSO DE PREMIAÇÃO?

O Game Awards tem um comitê consultivo, que inclui representantes dos fabricantes de hardware Microsoft, Sony, Nintendo e AMD, além de vários editores de jogos. Esse comitê seleciona cerca de 30 veículos de imprensa de videogames influentes que podem nomear e, posteriormente, votar nos videogames em várias categorias. Além disso, o comitê consultivo não participa do processo de nomeação ou votação.

Durante a rodada de nomeação, cada um dos meios de comunicação fornece uma lista de jogos em várias categorias, e os jogos para as categorias relacionadas aos esportes eletrônicos são escolhidos por um subconjunto específico desses estabelecimentos. O comitê compila as nomeações e seleciona os jogos mais nomeados para votação por esses mesmos meios de comunicação.

Antes de 2017, havia 28 especialistas e representantes da indústria que selecionaram os vencedores, enquanto os prêmios de 2017 em diante usaram mais de 50 desses veículos. Em 2019, publicações de mídia não inglesa foram adicionadas ao júri, e agora os vencedores são determinados por uma votação mista entre o júri de votação (90%) e a votação do público (10%) por meio de mídia social.

O VEREDITO

Eis o prêmio máximo dos games (Crédito: The Game Awards)

Via de regra, apenas jogos lançados antes de uma data específica em novembro são elegíveis para serem indicados na premiação do ano. Como o júri deve fazer suas nomeações nas semanas anteriores a esta data, isso pode fazer com que alguns jogos previstos para lançamento um pouco antes desta data sejam sub-representados nas nomeações, uma vez que o júri deve passar por cópias de revisão de pré-lançamento e não a versão final. Jogos que saem no mesmo ano da premiação, porém depois do prazo, podem concorrer apenas no ano seguinte.

E, sem mais demoras, eis os indicados e vencedores de todas as categorias:

Jogos Que Causam Impacto

  • Before Your Eyes
  • Boyfriend Dungeon
  • Chicory: A Colorful Tale
  • Life is Strange: True Colors – MELHOR JOGO QUE CAUSA IMPACTO
  • No Longer Home

Atleta de Esports

  • Chris “Simple” Lehr
  • Heo “ShowMaker” Su
  • Magomed “Collapse” Khalilov
  • Oleksandr “s1mple” Kostyliev – MELHOR ATLETA DE ESPORTS
  • Tyson “TenZ” Ngo

Melhor Evento de Esports

  • 2021 League of Legends World Championship – MELHOR EVENTO DE ESPORTS
  • PGL Major Stockholm 2021
  • PUBG Mobile Global Championship 2020
  • The International 2021
  • Valorant Champions Tour: Stage 2 Masters

Melhor Técnico de Esports

  • Airat “Silent” Gaziev
  • Andrey “ENGH” Sholokhov
  • Andrii “B1ad3” Horodenskyi
  • James “Crowder” Crowder
  • Kim “kkOma” Jeong-gyun – MELHOR TÉCNICO DE ESPORTS

Melhor Time de Esports

  • Atlanta FaZe (COD)
  • DWG KIA (LOL)
  • Natus Vincere (CS:GO) – MELHOR TIME DE ESPORTS
  • Sentinels (Valorant)
  • Team Spirit (DOTA2)

Melhor Design de Áudio

  • Deathloop (Arkane Studios/Bethesda)
  • Forza Horizon 5 (Playground Games/Xbox Game Studios): MELHOR DESIGN DE ÁUDIO
  • Ratchet & Clank: Rift Apart (Insomniac Games/SIE)
  • Resident Evil Village (Capcom)
  • Returnal (Housemarque/SIE)

Melhor Jogo Indie

  • 12 Minutes (Luis Antonio/Annapurna Interactive)
  • Death’s Door (Acid Nerve/Devolver Digital)
  • Kena: Bridge of Spirits (Ember Lab) – MELHOR JOGO INDIE
  • Inscryption (Daniel Mullins Games/Devolver Digital)
  • Loop Hero (Four Quarters/Devolver Digital)

Melhor Jogo Indie Estreante

  • Kena: Bridge of Spirits (Ember Lab) – MELHOR JOGO INDIE ESTREANTE
  • Sable (Shedworks/Raw Fury)
  • The Artful Escape (Beethoven & Dinosaur/Annapurna)
  • The Forgotten City (Modern Storyteller/Dear Villagers)
  • Valheim (Iron Gate/Coffee Stain)

Melhor Performance

  • Erika Mori como Alex Chen, Life is Strange: True Colors
  • Giancarlo Esposito como Anton Castillo, Far Cry 6
  • Jason E. Kelley como Colt Vahn, Deathloop
  • Maggie Robertson como Lady Dimitrescu, Resident Evil Village – MELHOR PERFORMANCE
  • Ozioma Akagha como Julianna Blake, Deathloop

Melhor Jogo de Ação

  • Back 4 Blood (Turtle Rock/WB Games)
  • Chivalry II (Torn Banner Studios/Tripwire Interactive)
  • Deathloop (Arkane Studios/Bethesda)
  • Far Cry 6 (Ubisoft Toronto/Ubisoft)
  • Returnal (Housemarque/SIE) – MELHOR JOGO DE AÇÃO

Melhor Direção de Arte

  • Deathloop (Arkane Studios/Bethesda) – MELHOR DIREÇÃO DE ARTE
  • Kena: Bridge of Spirits (Ember Lab)
  • Psychonauts 2 (Double Fine/Xbox Game Studios)
  • Ratchet & Clank: Rift Apart (Insomniac Games/SIE)
  • The Artful Escape (Beethoven & Dinosaur/Annapurna)

Players’ Voice (Escolha dos Jogadores)

  • Forza Horizon 5
  • Halo Infinite – PRÊMIO PLAYERS’ VOICE
  • It Takes Two
  • Metroid Dread
  • Resident Evil Village

Melhor RPG

  • Cyberpunk 2077 (CD Projekt Red)
  • Monster Hunter Rise (Capcom)
  • Scarlet Nexus (Bandai Namco)
  • Shin Megami Tensei V (Atlus/Sega)
  • Tales of Arise (Bandai Namco) – MELHOR RPG

Melhor Trilha Sonora

  • Cyberpunk 2077 (Marcin Przybylowicz, Piotr T. Adamczyk, Composers)
  • Deathloop (Tom Salta, Composer)
  • NieR Replicant ver.1.22474487139 (Keiichi Okabe, Composer) – MELHOR TRILHA SONORA
  • Marvel’s Guardians of the Galaxy (Richard Jacques, Composer)
  • The Artful Escape (Johnny Galvatron & Josh Abrahams, Composers)

Melhor Jogo Mobile

  • Fantasian (Mistwalker)
  • Genshin Impact (MiHoYo) – MELHOR JOGO MOBILE
  • League of Legends: Wild Rift (Riot Games)
  • MARVEL Future Revolution (Netmarble)
  • Pokemon Unite (TiMi Studios/The Pokemon Company)

Melhor Multiplayer

  • Back 4 Blood (Turtle Rock/WB Games)
  • It Takes Two (Hazelight Studios/EA) – MELHOR MULTIPLAYER
  • Knockout City (Velan Studios/EA)
  • Monster Hunter Rise (Capcom)
  • New World (Amazon Games)
  • Valheim (Iron Gate Studio/Coffee Stain)

Criador de Conteúdo do Ano

  • Dream – MELHOR CRIADORA DE CONTEÚDO
  • Fuslie
  • Gaules
  • Ibai
  • Grefg

Melhor Narrativa

  • Deathloop (Arkane Studios/Bethesda)
  • It Takes Two (Hazelight Studios/EA)
  • Life is Strange: True Colors (Deck Nine/SQUARE ENIX)
  • Marvel’s Guardians of the Galaxy (Eidos Montreal/SQUARE ENIX) – MELHOR NARRATIVA
  • Psychonauts 2 (Double Fine/Xbox Game Studios)

Melhor Jogo de Ação/Aventura

  • Marvel’s Guardians of the Galaxy (Eidos Montreal/SQUARE ENIX)
  • Metroid Dread (Mercury Steam/Nintendo) – MELHOR JOGO DE AÇÃO E AVENTURA
  • Psychonauts 2 (Double Fine/Xbox Game Studios)
  • Ratchet & Clank: Rift Apart (Insomniac Games/SIE)
  • Resident Evil Village (Capcom)

Melhor Jogo Contínuo

  • Apex Legends (Respawn/EA)
  • Call of Duty: Warzone (Infinity Ward/Raven/Activision)
  • FINAL FANTASY XIV Online (SQUARE ENIX) – MELHOR JOGO CONTÍNUO
  • Fortnite (Epic Games)
  • Genshin Impact (MiHoYo)

Melhor Suporte de Comunidade

  • Apex Legends (Respawn/EA)
  • Destiny 2 (Bungie)
  • FINAL FANTASY XIV Online (SQUARE ENIX) – MELHOR SUPORTE DE COMUNIDADE
  • Fortnite (Epic Games)
  • No Man’s Sky (Hello Games)

Inovação em Acessibilidade

  • Far Cry 6 (Ubisoft Toronto/Ubisoft)
  • Forza Horizon 5 (Playground Games/Xbox Game Studios) – MELHOR EM INOVAÇÃO E ACESSIBILIDADE
  • Marvel’s Guardians of the Galaxy (Eidos Montreal/SQUARE ENIX)
  • Ratchet & Clank: Rift Apart (Insomniac Games/SIE)
  • The Vale: Shadow of the Crown (Creative Bytes Studios/Falling Squirrel)

Melhor Jogo Esportivo ou de Corrida

  • F1 2021 (Codemasters/EA Sports)
  • FIFA 22 (EA Vancouver/EA Sports)
  • Forza Horizon 5 (Playground Games/Xbox Game Studios) – MELHOR JOGO ESPORTIVO OU DE CORRIDA
  • Hot Wheels Unleashed (Milestone)
  • Riders Republic (Ubisoft Annecy/Ubisoft)

Melhor Direção

  • Deathloop (Arkane Studios/Bethesda) – MELHOR DIREÇÃO
  • It Takes Two (Hazelight Studios/EA)
  • Returnal (Housemarque/SIE)
  • Psychonauts 2 (Double Fine/Xbox Game Studios)
  • Ratchet & Clank: Rift Apart (Insomniac Games/SIE)

Jogo de Esports

  • Call of Duty
  • CS:GO
  • DOTA2
  • League of Legends – MELHOR JOGO DE ESPORTS
  • Valorant

Melhor VR/AR

  • Hitman 3 (IO Interactive)
  • I Expect You To Die 2 (Schell Games)
  • Lone Echo II (Ready at Dawn/Oculus Studios)
  • Resident Evil 4 (Armature Studio/Capcom/Oculus Studios) – MELHOR VR/AR
  • Sniper Elite VR (Coatsink/Just Add Water/Rebellion Developments)

Melhor Jogo de Luta

  • Demon Slayer -Kimetsu no Yaiba- The Hinokami Chronicles (CyberConnect2/Sega)
  • Guilty Gear -Strive- (Arc System Works) – MELHOR JOGO DE LUTA
  • Melty Blood: Type Lumina (French-Bread/Delightworks)
  • Nickelodeon All-Star Brawl (Ludosity/Fair Play Labs/GameMill)
  • Virtua Fighter 5: Ultimate Showdown (Sega)

Melhor Jogo Para a Família

  • It Takes Two (Hazelight Studios/EA) – MELHOR JOGO PARA A FAMÍLIA
  • Mario Party Superstars (NDcube/Nintendo)
  • New Pokémon Snap (Bandai Namco/The Pokémon Company/Nintendo)
  • Super Mario 3D World + Bowser’s Fury (Nintendo)
  • WarioWare: Get It Together! (Intelligent Systems/Nintendo)

Melhor Simulador ou Jogo de Estratégia

  • Age of Empires IV (Relic Entertainment/Xbox Game Studios) – MELHOR SIMULADOR OU JOGO DE ESTRATÉGIA
  • Evil Genius 2: World Domination (Rebellion Developments)
  • Humankind (Amplitude Studios/Sega)
  • Inscryption (Daniel Mullins Games/Devolver)
  • Microsoft Flight Simulator (Asobo Studio/Xbox Game Studios)

Jogo Mais Esperado de 2022

  • Elden Ring (FromSoftware/Bandai Namco) – JOGO MAIS ESPERADO DE 2022
  • God of War Ragnarök (Sony Santa Monica/SIE)
  • Horizon Forbidden West (Guerrilla Games/SIE)
  • Sequel to The Legend of Zelda: Breath of the Wild (Nintendo)
  • Starfield (Bethesda Game Studios/Bethesda)

MELHOR JOGO DE 2021

It Takes Two, a surpresa indie do EA Originals que levou o título de melhor jogo do ano (Crédito: Electronic Arts)

  • It Takes Two (Hazelight Studios/EA) – MELHOR JOGO DE 2021
  • Deathloop (Arkane Studios/Bethesda)
  • Metroid Dread (Mercury Steam/Nintendo)
  • Psychonauts 2 (Double Fine/Xbox Game Studios)
  • Ratchet & Clank: Rift Apart (Insomniac Games/SIE)
  • Resident Evil Village (Capcom)

SOBRE O AUTOR

Jeancarlos Mota é editor-chefe do IGN Brasil, jornalista, tradutor, intérprete, professor e apaixonado por games.