5 dicas para a GenZ lidar com a crise de ‘um quarto da idade”

Jovens entre 20 e 30 anos estão relatando níveis mais altos de estresse e incerteza. Esta executiva ensina como lidar com isso

Crédito: iStock

Melissa Rosenthal 4 minutos de leitura

A crise da meia-idade já foi tema de inúmeros filmes e séries de TV. Mas a crise do retorno de Saturno é igualmente complicada. Conhecido em inglês pelo termo quarter-life crisis (crise do quarto de vida), esse período traz sentimentos de ansiedade e incerteza, e tem se mostrado mais difícil do que nunca para os millennials e para a geração Z.

Atravessar essa fase da vida neste momento histórico de incertezas generalizadas torna tudo mais difícil. Além de relatarem níveis mais altos de estresse durante a pandemia, os jovens entre 25 e 30 anos também têm tido dificuldades para  comprar uma casa própria, estão sofrendo para  pagar dívidas e, aparentemente, foram  os mais afetados pelas ondas de demissões recentes.

A fase entre os 20 e os 30 anos tem se mostrado mais difícil do que nunca para os millennials e para a geração Z.

Antes de assumir meu cargo como diretora de criação da ClickUp, uma empresa de software de US$ 4 bilhões, eu vinha enfrentando vários riscos no trabalho e, muitas vezes, me sentia sobrecarregada. Por causa dessas experiências, aprendi algumas técnicas que me ajudaram a evitar os sentimentos inevitáveis de insegurança que ocasionalmente surgiam.

Se você está em início de carreira, ou se simplesmente está se sentindo frustrado e inseguro, aqui estão algumas posturas que podem ser adotadas para se sentir mais confiante.

1 . Não se deixe levar pelo ego

Quando tinha 25 anos, fui homenageada com uma indicação na lista Forbes Under 30, que destaca os mais brilhantes empreendedores, criadores e game-changers de até 30 anos que “revolucionam os negócios e transformam o mundo”. Eu realmente acreditava que havia atingido o auge da carreira.

No entanto, quando passou a onda do reconhecimento por ter saído na revista, percebi que os mesmos problemas e preocupações que já tinha quando estava sendo anunciado como “promissora” continuavam lá. 

Elogios são bons, mas aprendi que a verdadeira realização vem do nosso próprio crescimento pessoal e profissional. Desenvolver equipes, desenvolver pessoas e fazer parte de algo voltado para um objetivo maior é 100 vezes mais gratificante do que ganhar um prêmio.

2 . Pare de se comparar aos outros

Durante muito tempo, por mais que tivesse minhas conquistas, me sentia decepcionada comigo mesma por não ter avançado o suficiente na carreira. Estava sempre me comparando com os outros e minha competitividade apagava o meu melhor.

a verdadeira realização vem do nosso próprio crescimento pessoal e profissional.

Na nossa cultura obcecada pelas redes sociais, esse problema ficou ainda pior. Mas uma coisa que está ficando cada vez mais clara em minha função atual é o valor das parcerias. Mantendo meus valores fundamentais, pretendo crescer 1% a cada dia, e muito disso é possível graças ao aprendizado com meus colegas.

3 . Encontre alguém em quem possa confiar

Os mentores costumam ser aliados cruciais no ambiente de trabalho e podem ter um impacto real na trajetória da sua carreira. Mas também há enormes benefícios pessoais nesse relacionamento. No meu caso, encontrar alguém com quem eu pudesse conversar e aprender me ajudou a me sentir menos sozinha.

Pense no que você espera realizar profissionalmente e procure alguém que esteja fazendo coisas semelhantes. Essa pessoa pode ser um recurso inestimável em termos de ensinar a você o que aprendeu e de te mandar a real de um jeito que ninguém mais faria.

4 . Aprenda a gerenciar pessoas

Nem todo mundo deseja gerenciar uma equipe. Mas, para aqueles que querem, é importante entender que seu

O verdadeiro trabalho de quem quer gerenciar equipes é fazer com que os outros tenham sucesso.

verdadeiro trabalho é fazer com que os outros tenham sucesso.

Você só terá sucesso se tiver um grupo incrível de pessoas sob seu comando. Comemore-os, cultive-os e certifique-se de que eles se sintam valorizados. Quando é assim, todos saem ganhando.

5 . Seja flexível

Será preciso recomeçar diversas vezes. As pessoas que se preocupavam com você quando você ocupava outro cargo podem deixar de retornar seus e-mails quando recomeçar em uma nova empresa. Não tenha medo de se humilhar, seja humilde e nunca pare de tentar melhorar e desenvolver novas habilidades.

Há uma razão pela qual tantas pessoas reclamam que os 20 e os 30 anos são difíceis de atravessar. Mas, quando penso em como enfrentei meus próprios sentimentos de dúvida, lembro-me de uma ótima citação do livro “Vestígios do Dia”, do escritor Kazuo Ishiguro:

“Se [você] acha que na sua idade já chegou à perfeição, jamais alcançará as alturas de que a senhorita sem dúvida é capaz.”

De fato, esse é um dos melhores conselhos de carreira. Continue se aprimorando.


SOBRE A AUTORA

Melissa Rosenthal é diretora criativa da empresa de automação de fluxo de trabalho ClickUp. saiba mais