POR CLAUDIA PENTEADO

Para o chef e empreendedor social David Hertz, a comida é uma poderosa ferramenta de transformação social. Visionário e criativo, em 2006 co- fundou a ONG Gastromotiva, que apresenta números impressionantes: já profissionalizou e encaminhou para o mercado de trabalho mais de 6 mil jovens em situação de vulnerabilidade social. Em 2016, durante as Olimpíadas do Rio de Janeiro, Hertz inaugurou o restaurante-escola Refettorio Gastromotiva ao lado do chef Massimo Bottura e da jornalista Alexandra Forbes. De 2016 a 2020, a Gastromotiva serviu aproximadamente 1 milhão de refeições e salvou 328 toneladas de alimentos do desperdício. No ano passado, em resposta à crise causada pela pandemia do Covid-19, foram servidas 800 mil refeições solidárias e 200 toneladas de alimentos. Nesta conversa com a Fast Company Brasil, ele fala de inovação social, trabalho colaborativo, igualdade de oportunidades, equilíbrio e responsabilidade. Para ler e aprender. 

O que é inovação para você?

Inovar é a capacidade de olhar o futuro, entendendo o passado para as necessidades do agora. É conseguir incorporar a visão de uma temática específica, ou de interesse, na criação de algo novo ou aprimoramento de algo já existente, trazendo uma melhora significativa percebida por um público engajado e que tenha viabilidade de operação. 

Inovar é um movimento disruptivo para uma solução que resolva pequenos ou grandes desafios da nossa sociedade ou crie oportunidades sempre em equilíbrio com as possibilidades que o planeta nos dá. Inovação social é construir modelos de impacto sociais positivos para o mundo e para todos.

Qual a habilidade mais importante nos tempos atuais?

Para mim, as habilidades socioemocionais. Que precisam estar aliadas à busca constante e curiosa por conhecimento, característica presente em um empreendedor comunicador, que preza pelo trabalho colaborativo e tem engajamento socioambiental.

O que o conceito de sustentabilidade representa para o seu negócio?

A sustentabilidade está no centro de todas as nossas decisões institucionais e é a razão do nosso trabalho. Quando criamos a Gastromotiva, há 17 anos, foi a partir de uma visão de mundo que ofereceria, por meio da gastronomia, igualdade de oportunidades em um mercado que tem como histórico a exclusividade e o luxo. O conceito de sustentabilidade financeira, social e ambiental sempre foi o tripé norteador das nossas ações e projetos estratégicos, parcerias e programas de impacto.

O que significa qualidade de vida para você?

Qualidade de vida é estar em equilíbrio, alegre e grato com o que somos e temos.  Viver é um processo constante de movimentos que se somam a experiências diversas vivenciadas todos os dias. Sabendo que eu tenho segurança e saúde suficientes para poder viver os momentos únicos da vida, considero que tenho qualidade de vida. É preciso encontrar o que te faz bem para recarregar as energias ao mesmo tempo em que é preciso encarar os percalços e desafios diários. Ter qualidade de vida também é estar com pessoas que te fazem bem e que têm cuidado recíproco com você.

Qual o melhor conselho que você já recebeu e que ajudou você nos negócios e na vida?

Um que o meu pai me deu, em 1992. Eu estava prestes a desistir de um programa de 9 meses no qual me inscrevi para fazer em Israel, e ele me disse: “Termine esse programa para você saber o gosto que é cumprir um objetivo com que você se comprometeu.” Desde então, entendi o poder e responsabilidade das minhas escolhas e palavras.

SOBRE A AUTORA

Claudia Penteado é editora chefe da Fast Company Brasil.